Alunos da UDESC apoiam Feijoada Solidária da APAE de Florianópolis.

Alunos da Udesc apoiam Feijoada Solidária da Apae de Florianópolis no próximo sábado
Mobilizados pelo Diretório Acadêmico, estudantes da Esag se engajam em ações sociais em prol da entidade que atende 498 pessoas e suas famílias

Um grupo de estudantes da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) está participando de uma série de ações em apoio à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Florianópolis, com nova mobilização marcada para acontecer durante a 1ª Feijoada Solidária da organização, que ocorre no próximo sábado, 20.

O evento será na sede da Apae, no Bairro Itacorubi, com início às 11h – saiba mais emhttp://www.apaeflorianopolis.org.br.

Os acadêmicos mobilizados pelo Diretório Acadêmico de Administração e Gerência (Daag), do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag), vão atuar no apoio ao evento sob a coordenação de voluntários da Apae, como nas duas atividades realizadas em finais de semana anteriores.

Mutirão de livros

No último sábado, 13, dez estudantes participaram do chamado “mutirão de livros” na sede da Apae, quando foram selecionadas e organizadas as publicações recebidas em doação que serão vendidas a preço reduzido, inclusive durante a 1ª Feijoada Solidária.
Dez acadêmicos dedicaram último
sábado ao mutirão de livros na Apae
Foto: Divulgação
Responsável pelo contato com o Daag, a primeira diretora secretária da Apae de Florianópolis, Márcia Gallotti Peixoto, elogiou “o trabalho voluntário impecável desses jovens de valor”, que atuaram das 8h às 17h na sede da entidade.

Duas semanas antes, no último sábado de agosto, um grupo também mobilizado pelo diretório participou de um pedágio solidário no Bairro Itacorubi, nos semáforos próximos à Udesc, das 8h às 13h.

Ações como a feijoada e os pedágios solidários visam compensar a perda este ano de uma fonte de receita importante para a instituição – em 2014, a Apae não receberá a doação de produtos apreendidos pela Receita Federal, segundo Márcia Peixoto, com a alegação de ano eleitoral.

Apae

Presentes em todo o Brasil, as Apaes são organizações da sociedade civil, filantrópicas, criadas a partir da década de 1950 em diferentes estados e congregadas nacionalmente por uma federação com sede em Brasília.

Fundada 26 de agosto em 1964, a Apae de Florianópolis presta serviços especializados nas áreas da saúde, educação e assistência social às pessoas com deficiência intelectual e Transtorno Global do Desenvolvimento/Autismo e às suas famílias.

Atualmente, atende 498 pessoas e suas famílias no Centro Educacional Especializado Instituto Manoel Boaventura Feijó, no Bairro Itacorubi.

Alunos da Udesc apoiam Feijoada Solidária da Apae de Florianópolis no próximo sábado Mobilizados pelo Diretório Acadêmico, estudantes da Esag se engajam em ações sociais em prol da entidade que atende 498 pessoas e suas famílias Um grupo de estudantes da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) está participando de uma série de ações em apoio à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Florianópolis, com nova mobilização marcada para acontecer durante a 1ª Feijoada Solidária da organização, que ocorre no próximo sábado, 20. O evento será na sede da Apae, no Bairro Itacorubi, com início às 11h – saiba mais emhttp://www.apaeflorianopolis.org.br. Os acadêmicos mobilizados pelo Diretório Acadêmico de Administração e Gerência (Daag), do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag), vão atuar no apoio ao evento sob a coordenação de voluntários da Apae, como nas duas atividades realizadas em finais de semana anteriores. Mutirão de livros No último sábado, 13, dez estudantes participaram do chamado "mutirão de livros" na sede da Apae, quando foram selecionadas e organizadas as publicações recebidas em doação que serão vendidas a preço reduzido, inclusive durante a 1ª Feijoada Solidária. Dez acadêmicos dedicaram último sábado ao mutirão de livros na Apae Foto: Divulgação Responsável pelo contato com o Daag, a primeira diretora secretária da Apae de Florianópolis, Márcia Gallotti Peixoto, elogiou "o trabalho voluntário impecável desses jovens de valor", que atuaram das 8h às 17h na sede da entidade. Duas semanas antes, no último sábado de agosto, um grupo também mobilizado pelo diretório participou de um pedágio solidário no Bairro Itacorubi, nos semáforos próximos à Udesc, das 8h às 13h. Ações como a feijoada e os pedágios solidários visam compensar a perda este ano de uma fonte de receita importante para a instituição – em 2014, a Apae não receberá a doação de produtos apreendidos pela Receita Federal, segundo Márcia Peixoto, com a alegação de ano eleitoral. Apae Presentes em todo o Brasil, as Apaes são organizações da sociedade civil, filantrópicas, criadas a partir da década de 1950 em diferentes estados e congregadas nacionalmente por uma federação com sede em Brasília. Fundada 26 de agosto em 1964, a Apae de Florianópolis presta serviços especializados nas áreas da saúde, educação e assistência social às pessoas com deficiência intelectual e Transtorno Global do Desenvolvimento/Autismo e às suas famílias. Atualmente, atende 498 pessoas e suas famílias no Centro Educacional Especializado Instituto Manoel Boaventura Feijó, no Bairro Itacorubi.

Alunos da UDESC Apoiam Feijoada Solidária da APAE de Florianópolis